Posts Tagged ‘ Ecologia

Comando sem pilhas

Um estudante (Alírio Boaventura) da universidade de Aveiro de nacionalidade cavo-verdiana a tirar um doutoramento na área das telecomunicações. Foi premiado por um prémio atribuído pelo Institute of Electrical and Electronics Engineers (IEEE). 

Alírio Boaventura, poderá revolucionar o comercio. Pois com o seu projeto inovador, pode acabar com a utilização das pilhas nos controlos remotos das televisões. Para uma pequena percepção se esta tecnologia chegasse ao mercado poderia significar menos 20 milhões de pilhas por cada 5 milhões de casas, a contar que em media tenham duas televisões, e cada uma tenha um controlo remoto com duas pilhas. 

Isto que a meu ver era fundamental para diminuir a poluição que as pilhas provoca, me que futuramente nos poderão dar “dores de cabeça”.

Comida chinesa eco sustentável

Joann Arello, atualmente diretora de marketing na Oprausa, desenvolveu em Outubro do ano anterior uma embalagem “leve para casa” completamente focada na  eco-sustentabilidade. Esta embalagem desenvolvida por Joann Arello tenta eliminar a necessidade de plásticos nas embalagens para conter comida. Embora não seja nenhuma novidade, é-o na sua concepção, pois através de múltiplos ganchos de encaixe, é possível armazenar até três ‘pratos’ diferentes. Vale pena apreciar esta criação.

Qual a tua opinão a respeito?

II Encontro Nacional de Fotografia de Natureza e Vida Selvagem

Depois do grande sucesso que foi o Iº Encontro de Fotografia de Natureza e Vida Selvagem em 2011, o qual aqui fizemos referência e, no qual infelizmente não tive oportunidade de marcar presença, aqui surge mais um novo evento, que é já para a semana e, o qual, se tudo correr bem, não deixarei passar em claro!

Segunda Edição

Segunda Edição

Nesta segunda edição, e devido ao enorme sucesso que se conseguiu com o anterior, o programa será alargado a dois dias, 28 e 29 deste mês de janeiro, no Cine-teatro João Ribeiro. Conjuntamente a esta edição, decorrerá a exposição de João Cosme, o grande impulsionador deste evento. A exposição “Rios de Vida” estará patente no Museu Municipal até finais do mês seguinte.

Neste II Encontro Nacional de Fotografia de Natureza e Vida Selvagem, estarão presentes os fotógrafos nacionais Luís Quinta, Nuno Sá, João Quaresma, Ricardo Guerreiro, Ricardo Lourenço, Paulo Lopes e Alexandre Vaz e,  José Benito Ruiz  de Espanha. Estes fotógrafos partilharão, como já aconteceu anteriormente, algumas experiências e  parte do seu portfólio, bem como algum projeto que tenham em mãos.

O Programa é o seguinte:

Programa

Programa

Para mais informações, nada melhor que visitar a página na internet criada especialmente para este efeito.

GRÁTIS: Livro “Fotografia de vida selvagem”

O fotógrafo e ambientalista Uwe Skrczypczak escreveu este livro com vários objetivos em mente: ensinar os aspectos técnicos e o fluxo de trabalho digital da fotografia da vida selvagem; mostrar a beleza da África Oriental e a menina dos seus olhos, o parque natural de Serengeti; fornecer um guia para aquele fotógrafo que está planeando uma ida num safari Africano e quer estar preparado para capturar as melhores imagens.

Todo o livro baseia-se na sua própria experiência enquanto enquanto fotografo de vida selvagem. Com base nisso, Uwe Skrczypczak fala-nos sobre o equipamento; os prós e contras dos tipos de camera e objectivas, bem como os requisitos necessários para este tipo de trabalho (bem exigente por sinal). No seu livro, o qual já me encontro a ler, ele debruça-se igualmente sobre as técnicas mais adequadas para a exposição e focagem automática, sendo este último, aliás, um dos grandes desafios na fotografia da vida selvagem.

No livro mostra-nos ainda diferentes aspectos práticos da fotografia em vida selvagem, como por exemplo, retratos de animais, quer através da técnica de disparo, quer através da técnica de panning (e assim se captura um leopardo em excesso de velocidade). Nessas imagens o autor disponibiliza um pequeno conjunto de pictogramas s fim de mostrar quais as técnicas ideais para a captura da imagem numa situação específica.

Os tópicos abordados neste livro são:

• Equipamentos e acessórios

• Planeie a sua viagem

• Condições na estrada

• O lugar certo na hora certa

• A composição da imagem

• Onde ficar e rotina diária

• A luz no leste de África

• Migrações e épocas de acasalamento

• Habitats e comportamento animal

• Cruzamentos de rios

• Os grandes felinos, rinocerontes, girafas…

Por hoje o livro encontra-se gratuitamente disponível para aquisição. Amanhã já terá de desembolsar cerca de 30€. Promoções assim, não acontecem todos os dias.

 

Aqui ficam algumas imagens do seu trabalho.

Uma mensagem numa garrafa

Chega a partir de hoje às salas de cinema da Zon Lusomundo o projecto “Reciclar é Dar e Receber” da Sociedade Ponto de Verde (SPV).

Com o nome Message in a Bottle (referência ao filme de 1999 baseado no livro de Nicholas Sparks), o spot criado pela Euro RSCG, surge agora numa versão de um minuto e 48 segundos para promover nas salas de cinema, até ao próximo dia 17 de Novembro, o projecto desenvolvido em parceria com a Entrajuda e a SIC Esperança cujo objectivo é a construção de salas de estudo em Instituições Privadas de Solidariedade Social. A sonorização esteve a cargo da Som de Lisboa.

Já desde Março deste ano que podemos assistir ao spot (um de 40 segundos e dois de 20 segundos) na RTP, SIC e TVI e nos canais de cabo da SIC.

Paralelamente estão a ser desenvolvidas outras acções por forma a estimular a reciclagem de embalagens de vidro em Portugal – ao mesmo tempo que se contribui para a criação de novas salas de estudo para usufruto de centenas de crianças.

Com esta campanha publicitária a entidade gestora deverá reciclar um mínimo de 60 por cento da totalidade do vidro que lhe é declarado até ao final de 2011.

No final de 2010, esta percentagem era de 45% (cerca de 191.000 toneladas), pelo que caberá a cada um dos portugueses contribuir para a dupla causa ambiental e social. Em 2010, a Sociedade Ponto Verde retomou 667 mil toneladas de resíduos de embalagens, mais 11% do que em 2009, mantendo a tendência de crescimento desde a criação desta entidade gestora há 15 anos.

fonte: revistarecicla | pontoverde | meiosepublicidade

Workshop de Observação da Natureza Selvagem – Montalegre

Venha connosco no dia 09 de Julho e tenha um dia bem passado na companhia dos seus amigos, familiares e claro, da nossa estimada Natureza!!

Não perca a oportunidade de vivênciar momentos únicos, de experimentar a Natureza em toda a sua plenitude.

Conheça-a , venha connosco a Montalegre e caminhe, relaxe e disfrute de toda a beleza, calma, grandiosidade e riqueza que a vida nos reserva.

Para que possam participar deixo-vos aqui a FICHA DE INSCRICAO! E como é óbvio, aconselho a participação :P

Publicamos este artigo, como publicaremos outros que visem o contacto com a Natureza,
por esta se enquadrar nas temáticas que vimos a desenvolver no nosso Blogue...
Como é nosso, é teu também. Se souberes de alguma actividade que mereça ser publicada,
não hesites em nos contactar.

Bicicleta elétrica dobrável

Há alguns anos atrás, surgia na TV a série MacGyver, onde o personagem que dava nome à série resolvia os problemas mais complexos com recurso a um canivete suíço e os materiais que estivessem por perto. Este canivete tem a vantagem de conter as várias ferramentas úteis numa forma extremamente compacta e que nos pode “salvar” em muitas situações. Suficientemente pequeno para caber no bolso, pode ser usado como faca, saca-rolhas, lanterna, lima, tesoura, entre muitas outras funções.

Com base neste conceito, a empresa Suiça Volititude apresenta uma bicicleta extremamente funcional que se compacta, tal como o canivete, de forma a ser facilmente guardada. Trata-se de uma revolucionária bicicleta eléctrica que demorou aproximadamente 5 anos a ser desenvolvida e aperfeiçoada. Com um sistemas de dobragem muito rápido, pode ser desdobrada em exactamente 1 segundo, o que faz com que este seja o sistema de dobragem mais rápido e fácil do mundo.

Com um design muito limpo e agradável, semelhante ao canivete suíço , é ainda composta por um motor de última geração, permitindo que a bateria dure até 30 Km de diversão e pedalada sem esforço.

Esta bicicleta eléctrica leva-o onde quer ir, sem esforço. E assim que chegar, pode rapidamente dobrá-la e guardá-la.

Já agora, aqui fica um outro artigo feito recentemente pela Patrícia, no qual aborda uma solução semelhante.

Fonte: voltitude.com

Related Posts with Thumbnails