Posts Tagged ‘ Criatividade

Pincéis que pode usar no Photoshop nos seus trabalhos de Natal

E porque o Natal já está quase aí, e os trabalhos gráficos começam a aparecer, convém começar a pensar em utensílios que lhe podem facilitar o trabalho. E um deles é os pincéis no Photoshop, ou se preferir brushes.

Existe imensos já feitos espalhados pela internet para download gratuito. Desde estrelinhas, neve, decorações… É só uma questão de antes de começar o trabalho, ainda quando está a planear o que vai fazer, fazer uma pequena pesquisa na Internet, e muita coisa há-de aparecer.

Hoje deixo-vos aqui alguns pincéis para download, assim como as páginas de internet onde os fui buscar. Pode haver lá mais que vos interessem. Depois é simples, façam download, exportem do ficheiro zip e abram o photoshop. No photoshop cliquem no ícon brushes e depois no cantinho superior direito têm uma rodinha que clicam e aparece uma lista. É só escolher a opção Load e está.

load

Depois para poderem melhor usar os pincés, vão a window > brush e abre uma janelinha de lado. Aqui podem personalizar o tamanho do pincel, o espaçamento, cores e muitos mais.

personalizacao

Links:
Em 1stwebdesigner
- http://www.deviantart.com/download/
- http://www.obsidiandawn.com/

Em brusheezy
- http://www.brusheezy.com/brushes/

Em deviantart
- http://www.deviantart.com/download/
- http://www.deviantart.com/download/

Vodafone Red: é todas as coisas boas

Em resposta à publicidade da PT com o pacote M4O, a Vodafone lançou o Vodafone Red, em que assim como a PT, junta todos os serviços de telecomunicações numa única fatura.

Se a campanha do M4O atacou em força o consumidor, a da Vodafone não ficou atrás, mas ao menos não me parece que seja tão cansativa. Em quanto que a da MEO se baseia num humor algo alternativo e numa história fictícia de ET’s, a da Vodafone é mais terrena e emotiva ao usufruir de imagens positivas acompanhadas de uma música igualmente agradável.

A campanha sob o mote “Vodafone Red: é todas as coisas boas” tem uma forte componente de imprensa com capas dos diários Correio da Manhã, Diário de Notícias, jornal I, Jornal de Negócios e Jornal de Notícias a surgir em banca vestidas de vermelho, bem como as revistas semanais Sábado e Visão com publicidade à nova aposta da Vodafone.

Vodafone Red está também presente em outdoors, internet, televisão e cinema até 31 de julho. A preços de tabela – ou seja, sem contemplar os descontos praticados pelos media – a marca investiu cerca de 14 milhões de euros.

A criatividade ficou ao cargo da JWT, direção criativa de João Oliveira e Jorge Barrote. A Take it Easy assegura a produção do anúncio de TV. O som tem produção da Ameba. A OMD é a agência de meios responsável pela campanha que prolonga por sete dias a mancha vermelha nas cidades de Lisboa e Porto.

A música é dos Imgine Dragons – On top of the World

É Natal – vamos fazer neve!

Uma coisa muito porreira no programa Photoshop da Adobe é o fato de podermos fazer upload de pincéis que vamos encontrando pela internet. E com estes pincéis podemos fazer muitas brincadeiras.

É muito simples, é só encontrar um “brushe” gratuito e que dê para aquilo de que necessitamos e colocar na pasta “Brushes” da pasta onde temos o Photoshop instalado. Depois é só abrir o Photoshop, nova página. Depois clicar nos brushes e fazer “load brushes”.

keepwaiting.deviantart.com

Logótipos criativos com números

Todos os dias novos logótipos são criados por todo o mundo. Por isso a criatividade tem de se destacar. Já não se pode criar qualquer coisa! O logótipo tem de ter todos os elementos necessários à compreensão e tem de fazer sentido.

E há marcas que até podem ser simples de desenvolver, mas nem todas… e quando mete números, complica sempre mais um pouco.

Segue abaixo alguns exemplos de logótipos com números muito bem conseguidos.

fonte: designbeep

Arte com Photoshop

O programa de edição de imagem Photoshop, desenvolvido pela Adobe Systems, é um dos programas mais conhecidos. Isto porque permite fazer imenso. E às vezes, há quem faça demais.

Já aqui antes foi feito um post sobre em que referimos as manipulações feitas por grandes marcas de forma a tornarem as modelos ainda mais belas e perfeitas, chegando a exageros. Depois há aquelas manipulações que são tão bem feitas que acabam por faltar braços ou pernas. Até já existe um programa para denunciar que imagens foram alteradas no photoshop e o quão foram mexidas.

E depois há aquelas manipulações, que são precisamente isso… manipulações. E quem souber trabalhar realmente com o programa, consegue fazer trabalhos lindíssimos.

Read more

24 Convites de Casamento

Para anunciar o grande dia, quem dá a cara por si? O convite de casamento.

Pois bem, de todos os elementos de um casamento, este assume-se de uma enorme importância. Pode-se mesmo colocar ao nível do vestido de noiva ou do copo de água. Afinal de contas, este é o primeiro grande elemento que anuncia o casamento!

Como tal há aqueles que não arriscam para não falhar e seguem o tradicional e há aqueles que se soltam a imaginação e fazem convites que vale a pena relembrar, por exemplo os convites já aqui postados anteriormente Conceitos Diferentes, Sara e Ian ou então esta selecção que se segue:

Read more

Nikon D4 vs D3s vs D3x vs Canon 1Ds Mk IV vs 1Dx vs 1Ds Mk III

Como é sabido, a Nikon e a Canon lançaram recentemente os seus equipamentos de topo. Agora que já passaram algumas semanas, gostaria de fazer uma pequena e leve comparação (não exaustiva) entre a Nikon D4 e concorrentes mais próximo.

A selecção foi feita através dos principais equipamentos de valores e funcionalidaes semelhantes, daí não ter considerado por exemplo a Nikon D800 e a Canon 5D Mark III, pois não os considero como concorrentes diretos à D4. São magníficas máquinas, alias gostaria de ter uma delas, mas têm como alvo um mercado diferente. Excluí também a Sony Alpha A900, pois embora posua um sensor fullframe, a verdade é que o equipamento foi descontinuado. Além disso, acho que equipamentos como a mítica M9 da Leica, ou a Pentax 645D, ou se preferir, modelos ainda bem mais caros como a Hasselblad ou a Mamyia Leaf,  não são, nem podem ser consideradas concorrência directa. Algumas delas nem concorrência de forma alguma. Os mercados estão bem definidos. Assim, vamos apenas comparar a D4 com os equipamentos que se seguem.

Olhando para a tabela, podemos desde logo deduzir que a luta será entre os dois mais recentes equipamentos. No entanto, também vemos algo de estranho, que é o fato de o sensor da 1D Mk IV não ser um full frame, mas sim, um pouco menor. Antes da Canon 1D-X ser lançada no mercando a Canon usava esse sensor APS-H para o seu equipamento mais rápido e no mais lento, mas com maior resolução, usava um sensor full frame. Como pelos vistos a jogada não pegou lá muito bem, a canon lançou agora a 1D X, que é uma excelente mistura de ambos, ou seja, sensor fullframe e a alta velocidade em simultâneo, além disso, a resolução não baixou significativamente, ficando mesmo assim ainda acim da Nikon D4.

Assim, e olhando friamente para a tabela, a nova Nikon D4 não é nada de especial. Não possui nenhuma resolução acima da média. Lembro que a Nikon D5100 possui igualmente 16.2 Mpx. (Atenção que não podem ser comparados os equipamento, pois o sensor é completamente diferente, bem como todo o hardware existente. É apenas para dar uma ideia e nada mais). No entanto é necessário ressalvar que como por imensas vezes já referi, a resolução é apenas uma pequena parte da história, uma pequena parte de um todo. O tamanho dos pixeis afecta a sensibilidade da imagem e, à medida que empinar-mos mais e mais pixeis num mesmo espaço, aqueles pixeis ter-se-ão de acomodar e como tal, terão de ser menores para caber na mesma área. Ora pixeis menores, são imediatamente menos sensíveis à luz. A nikon D3s é quem ainda lidera no que toca à sensibilidade de pixeis em relação à luminosidade, o que, aliás faz todo o sentido uma vez que é também quem possui a resolução mais baixa. Ora a Nikon D4 aumenta essa mesma resolução, no entanto consegue um melhor desempenho na captação de imagens com baixa luminosidade que a sua antecessora, a Nikon D3s. Claro que estamos a falar de resultados obtidos através de testes laboratoriais e falta ainda a comprovação por parte dos clientes, mas, supondo que esta nova geração de sensores é melhor que a anterior, acredito que de fato isso seja verdade.

O topo, o desejável, a meta em termos de desempenho dos equipamentos em baixa luminosidade têm sido a Nikon D3s. Ela possui até à data os melhores resultados alguma vez alcançados e deveras melhores que o seu concorrente direto: a canon. A Nikon D4 propõe-se a aumentar essa fasquia, a ver vamos, como disse anteriormente. Porém, a nova Canon 1Dx é sem qualquer dúvida uma carta fora do baralho. Digo isto porque a Canon 1Dx apresenta-se, pelo menos no que em termos de especificações diz respeito, como um verdadeiro animal selvagem à espera de ser domesticado. Basta de fato olhar para as especificações expostas no quadro acima e reparamos que em quase todas as especificações mais relevantes a Canon é superior. Maior resolução, sensibilidade iso equivalente, mas superior em modo nativo, maior velocidade de disparos, mais pontos de focagem quer em modo simples, quer em modos cruzado. Falta ver agora como ambas se irão comportar no terreno para saber quem sairá vencedor, se bem que acredito que é um luta de titãs em que o favoritismo irá prevalecer. O mais importante par mim, é saber até que valores ISO conseguiremos ir com resultados limpos nas imagens.

Em termos de velocidade, a Nikon D4 consegue captar até 10 quadros por segundo em RAW. A Canon 1Dx, como disse anteriormente, é superior, uma vez que capta mais dois quadros por segundo o mesmo tipo de imagens. Dependendo do tipo de trabalho que você executa, isto pode ou não ser um fator com algum peso, se bem que não muito acredito, uma vez que estamos a falar em fotógrafos profissionais.

O mesmo acontece no que aos pontos de focagem diz respeito, embora a Nikon tenha desfrutado até ao momento de uma vantagem em termos de velocidade da focagem dos mesmos. A ver vamos se se mantêm. No caso de  se manter, isso pode representar um ponto de segurança para os nikonistas, uma vez que, grande parte das vezes o importante não é ter mais pontos de focagem, mas sim que o existentes sejam mais e mais rápidos, mais e mais eficazes, principalmente quando estamos a falar da captação de imagens em situações adversas como desporto e vida animal.

Em suma… qualquer um dos corpos é fenomenal e tenho sinceramente muita pena em não ter a hipótese de colocar as unhas num deles.

Related Posts with Thumbnails